Remake de Convenção das Bruxas estreia hoje, vale a pena ir ao cinema?

O remake de Convenção das Bruxas, filme dos anos 90 que aterrorizou a infância de muitos, estreia hoje, mas será que vale ir ao cinema?
Convenção das Bruxas
Convenção das Bruxas

O remake de Convenção das Bruxas, filme dos anos 90 que aterrorizou a infância de muitos nós, estreia hoje nos cinemas estrelando Anne Hathaway como a Grande Bruxa. Porém o filme vem sendo muito criticado pela falta de terror que tanto chamou atenção no passado.

Os filmes são baseados no livro The Witches de Roald Dahl, mesmo criador de James e o pêssego gigante, Fantástica Fábrica de chocolate e Matilda. Dahl mostra tem em todas histórias um tom macabro, apesar de juvenil. 

Em um breve resumo os filmes contam a história de um garoto de sete anos que se depara com várias bruxas em um hotel que está hospedado com sua avó. Durante a trama o garoto descobre que elas estão em uma convenção para discutir seu plano de transformar todas as crianças do mundo em ratos.

Convenção das Bruxas – Trailer Oficial Legendado

O filme original que foi estrelado por Angelica Huston, mudou o final do livro, mas manteve esse tom aterrorizante. Muitos de nós ainda tem a imagem terrível da Bruxa revelando seu rosto nas falecidas Sessões da Tarde da Tv Globo.

Porém,segundo a crítica, essa adaptação comandada por Robert Zemeckis, não fará com que as crianças de hoje tenham pesadelos. Trazendo um tom muito mais infantil, o filme beira ao bobo e há quem diga que não é digno da atuação de Anne Hathaway, que provavelmente esperava um papel memorável no remake.

Além disso há mais mudanças no novo filme. O contexto da história que se passava na Inglaterra, mudou, e agora ela se passa na época segregacionista nos EUA. E temos uma família negra  protagonista, com o recém-órfão (Jahzir Bruno) e sua avó (Octavia Spencer), não nomeados.Também acontece uma crítica social durante o filme, apesar de ser muito sucinta, o que traz um novo ar para a trama. 

Se nos basearmos na crítica, o filme no geral é divertido, mas chega próximo do assustador na fatídica cena da revelação das bruxas. Além disso a sua continuidade é bem parecida com a do original, e isso torna quase impossível não compará-los.

Talvez seja por isso que o longe tenha recebido críticas tão duras. Mas para saber se é bom mesmo, só assistindo não é mesmo? Mas essa escolha tem um risco, afinal o coronavírus ainda está por aí.

Vale a pena ir no cinema na pandemia?

Convenção das Bruxas foi um dos poucos filmes que se arriscaram a ir pro cinema. Muitos títulos foram adiados, e outros foram direto para plataformas de streaming. Mas com os cinemas reabrindo, alguns títulos foram colocados em cartaz.

Sabemos que os cinemas se em Março, e a partir de Outubro algumas empresas voltaram a abrir suas portas com medidas se segurança rigorosas: 

  • uso de máscara obrigatório para acesso e circulação no cinema
  • respeitar o distanciamento social em filas
  • uso de álcool em gel
  • ingerir alimentos e bebidas apenas dentro das salas de cinema
  • saída progressiva ao fim da sessão.

Mas mesmo assim ir ao cinema não deixa de ser nada mais do que ficar trancado numa sala com pouca circulação de ar e com muita gente sem máscara comendo pipoca. Talvez nem o melhor filme do mundo valha sua segurança.

Como o remake de Convenção das Bruxas está longe de ser o melhor filme do mundo, talvez seja melhor ficar em casa e maratonar filmes e séries dos serviços de streaming.

Mas me conta, você pretende ir assistir o filme? Já foi ao cinema desde a reabertura? Já assistiu Convenção das Bruxas? Quero saber tudo, então corre lá na nossa Página do Facebook pra gente conversar.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts
Total
0
Share