Moradores do Alaska vão ficar 2 meses sem ver a luz do Sol

Uma cidade do Alasca ficará 66 dias sem ver a luz do sol por conta de um fenômeno natural, venha saber mais!
Alasca noite polar

O inverno chegou no Hemisfério Norte e existe algo muito peculiar que acontece em uma cidade do Alasca. O sol se pôs ontem (quarta-feira) às 13:30 e só voltará a nascer daqui 66 dias na cidade de Utqiagvik.O fenômeno é chamado de noite polar

Isso quer dizer que serão dois meses de noite, nada de ver o Sol nascer. Nesse tempo talvez saia até mesmo a vacina contra o coronavírus.

Mas para os moradores dessa cidade do Alasca, a noite polar é um fenômeno normal que acontece todos os anos. De acordo com o serviço meteorológico o sol não nascerá de novo até 23 de janeiro de 2021.

Justamente por isso alguns moradores já se preparam antes para os efeitos da falta do Sol. Seja tomando vitamina D ou contando com um dispositivo chamado “Happy Light”, que funciona como um imitador da luz solar.

O fenômeno da noite polar

A noite polar acontece a cada inverno por causa da inclinação do eixo da Terra e nenhum disco do Sol é visível acima do horizonte. Isso só acontece dentro dos círculos polares em localizações muito específicas como a de Utqiagvik, antiga Barrow.

O fenômeno oposto é chamado de Sol da meia noite e acontece no solstício de verão, onde moradores de locais próximos ao Círculo Polar Ártico ficam dias a fio sem a noite.

Mas não haverá escuridão total, de acordo com a meteorologista Danielle Banks do The Weather Channel.

“Há algumas horas por dia com luz suficiente para ver, mas as pessoas que vivem aqui tecnicamente viram seu último pôr do sol até 2021”, disse ela.

Existem pessoas que preferem a noite do que o dia, mas será que você conseguiria aguentar 66 dias? Conta pra gente na nossa Página do Facebook.

Fonte: USA Today

Total
13
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts
Total
13
Share